11 de março de 2010

Doces de que gosto... by Gui!

Não tendo uma lista muito variada de doces de que realmente gosta, a minha Gui sabe do que gosta! Enumerados por ela os seus favoritos são:

- Tabletes de chocolate (da Kinder);

- Ovos de chocolate (da Kinder);

- Mousse de chocolate;

- Pudim da escola;

- ... e canja!

Lol!Fantástico! Como pode uma criança gostar tanto de canja que até a coloca ao lado dos doces?!

4 comentários:

Anónimo disse...

Então e as batatas fritas da tia Gui???

Patrícia disse...

LOL!!!
Que espectáculo!!!

E como estão as tuas meninas?
Nunca mais deste novidades delas...

Bjs

Rita Baguinhos disse...

Absolutamente fantástico!!!

Sai uma canjinha para a Gui :)

Anónimo disse...

Olá princesa
deixa-me usar hoje o teu blog...assim, como se este fosse o sítio onde posso falar e deixar o me entristece, o o pouco que me deixa feliz.
Afinal eu era feliz...mas não sabia!
Fazia hoje, exactamente às 15 horas, 10 anos que eu e o João tinhamos casado...ainda estas férias de verão, que antecederam a tua morte, falámos em fazer uma grande festa para celebrar uma data histórica" 10 anos, dizias tu, de certeza que vou receber uma medalha por te aturar"... E tu tinhas razão; tu não merecias uma medalha, mas todas as medalhas que existissem no mundo, nunca seriam sufucientes, para premiar toda a tua energia, vontade de viver, amizade, lealdade e grande paciência com que tratavas dos meus amuos e caprichos. Se fomos felizes? Acho que sim, tivemos momentos de glória, momentos menos bons e momentos muito maus, mas depois de tudo acabámos sempre por decidir ficar juntos.
Depois nasceu o nosso filho, a melhor coisa das nossas vidas, na pior altura da nossa relação! Como um filho altera tudo num casal. Superámos mais uma vez, e mais uma , e mais outra; até que veio uma que não pude fazer nada para evitar...Partiste sem mim e sem o teu menino, e neste momento tento reinventae uma maneira de viver sem ti. Há dias em dói mais do que outros... Hoje dói-me muito, oiço a música da igreja, lembro-me do teu sorriso quando me viste chegar, lembro-me do abraço forte que demos quando o Padre Manuel disse que podias beijar a noiva...foi como se nos tivemos abraçado tanto que pretencíamos um ao outro num só corpo.
Fui à tua campa... que fica na sequência da igreja one casamos; nunca mais lá vou entrar, não me perguntes porquê, não vou e pronto.
Há quem diga que o tempo apaga tudo, e talvez esta dor se transforme numa amargura,mas prometo-te que nunca vou deixar o tempo apagar a tua MEMÓRIA.
AMO-TE
Guida